Corrida UFSJ: uma tonelada de alimento é entregue a entidades são-joanenses

Asapac foi uma das instituições beneficiadas pela arrecadação de alimentos da Corrida UFSJ

A Universidade Federal de São João del-Rei entregou a quatro entidades são-joanenses alimentos arrecadados com as inscrições da VI Corrida UFSJ, realizada no dia 23 de abril pela instituição, em comemoração dos seus 30 anos. No total foram recolhidos 923,5 kg de alimentos, dentre feijão, arroz, açúcar, farinha, óleo, leite, macarrão, canjiquinha e fubá.

A arrecadação foi alcançada como contrapartida à inscrição gratuita da Corrida UFSJ. Os inscritos não pagaram taxas, mas doaram, cada um, dois quilos de mantimentos. Para o pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários, Ivan Vasconcelos, o objetivo da coleta é "prestar ações de solidariedade e despertar o senso de cooperação em prol do desenvolvimento humano da cidade.” A diretora da Divisão de Projetos e Apoio à Comunidade Universitária da UFSJ (Dipac), Telma Valéria Resende, acompanhou a entrega dos alimentos e disse se sentir feliz em poder ajudar essas instituições. "Com esta ação, a Universidade também cumpre seu papel de envolvimento com a comunidade onde está inserida”, diz.

Os beneficiados

Sopa Vovô Faleiro, Centro Espírita Caminho da Paz, Albergue Santo Antônio e Associação de Amparo a Pacientes com Câncer (Asapac) são as entidades que receberam as doações.

Para Marli Santos, há 17 anos voluntária do Centro Espírita Caminho da Paz, receber os alimentos arrecadados é de grande auxílio para a instituição e de imensa felicidade para todas as famílias que são ajudadas. Ela ainda destaca a demanda de 14 cestas básicas que são distribuídas mensalmente para famílias carentes, sendo que diversas vezes os alimentos são recebidos por meio de doações.

Cleusa Ferreira, auxiliar administrativa do Albergue Santo Antônio, ressalta o auxílio proporcionado pelos alimentos arrecadados pela Universidade. “Para a gente é uma benção receber os mantimentos”, afirmou. E acrescenta: “Aqui é uma instituição de permanência para os idosos. Temos hoje cerca de 70. O Albergue é uma instituição que completa 105 anos de existência este ano e que vive praticamente das doações da comunidade.”

A funcionária da Asapac,Vanessa Ribeiro, acentua a relevância do recebimento dos alimentos arrecadados pela UFSJ. “É gratificante, porque, este mês, nossa despesa com a farmácia será de pelo menos uns R$ 10 mil, e a gente também gasta muito com a cesta básica", detalha, completando: "vai ajudar bastante, ficaremos mais tranquilos”. A entidade acolhe pacientes com câncer e auxilia as suas famílias com a cesta básica e gastos com o tratamento, como a biópsia, a realização de exames, medicamento, experimentação, fisioterapia, nutricionista, assistente social, psicóloga, fonoaudióloga, entre outros. “Sobrevivemos somente de doações", lembra.

Para Lamir Corrêa, voluntário há nove anos da Sopa Vovô Faleiro e há três como presidente da instituição, receber a doação da UFSJ é de grande ajuda para a alimentação das pessoas que frequentam diariamente a instituição. Lamie descreve como é a rotina: “De segunda a sábado, oferecemos refeição para cerca de 30 pessoas, cortes de cabelo duas vezes por semana e o uso do banheiro para a população carente tomar banho e realizar sua higiene pessoal. Além disso, doamos roupas, cestas básicas, mantimentos e utensílios que as pessoas utilizam em casa. Fazemos, também, o encaminhamento para o tratamento contra as drogas. E antes das refeições oferecemos uma abordagem de autoajuda, por meio de uma palestra, incentivando os usuários da instituição a procurarem um tratamento e realizamos também a leitura do Evangelho, a fim de gerar uma ajuda espiritual através da religiosidade". Tudo isso, explica, só é possível devido às doações das pessoas.

com informações e texto de Camille Gallo Miranda/Proex 


Publicada em 15/05/2017
Fonte: ASCOM

 Voltar