Estudo sobre tecnologias para redução de mortandade de peixes rende prêmio a alunos da UFSJ

Os estudantes da UFSJ Gustavo Luz Carvalho (Engenharia Civil), Lázara Rodrigues de Oliveira Fonseca (Engenharia de Telecomunicações), Deysiane Silva Martins (Engenharia Química) e Sarah Santana Menezes (Engenharia Civil), orientados pelo professor Luiz Gustavo Martins da Silva, venceram a nona edição do Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável. O projeto premiado é um estudo para o desenvolvimento de tecnologias com a intenção de reduzir a mortandade de peixes em regiões que possuem usinas hidráulicas.

A pesquisa investigou os impactos que os peixes sofrem ao passarem por turbinas hidráulicas em barragens de geração de energia. Os resultados mostraram que o efeito da descompressão sofrida pelos peixes promove danos a órgãos internos e podem levar à morte. Os ensaios em modelos reduzidos e testes com tecidos dos peixes resultaram em ações que podem ser aplicadas a um grande número de barragens com potencial para melhorar o desempenho em sustentabilidade dos empreendimentos hidrelétricos no Brasil.

Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável

Em sua 9ª edição, cinco Universidades em todo o Brasil tiveram projetos selecionados. O objetivo do prêmio é incentivar jovens universitários a pensarem em soluções sustentáveis dentro das áreas de engenharia, arquitetura e agronomia.  


Publicada em 02/02/2017
Fonte: ASCOM

 Voltar